A Banda

História da Banda

A História da actual Banda da Sociedade Musical Odivelense teve início no dia 29 de Junho de 1863 com a fundação da Sociedade Philarmónica Odivellense. Posteriormente, em 1905, passou a ter a designação de Sociedade Musical Odivelense – Banda dos Bombeiros Voluntários, subtítulo este que deixou de existir em 1952.

 

Cronologia

Em 1909, a Banda foi convidada a tocar para o Rei D. Manuel II.
Quando o atual Instituto de Odivelas passou a utilizar o antigo Convento de Odivelas, a Banda abrilhantava as festas daquela instituição de ensino, às quais assistiram as Rainhas D. Maria Pia, D. Amélia e o Infante D. Afonso de Bragança. Depois do advento da República, a Banda continuou a atuar nas festas do Instituto de Odivelas, até ao despacho do presidente Marchal Carmona, que impõe que estas festividades sejam abrilhantadas por Bandas Militares.

Em 1952, a Sociedade foi encerrada por determinação da Inspeção Geral de Espetáculos, com a alegação de falta de segurança da instalação elétrica do edifício, vindo a reabrir em finais do ano de1959. A Banda, que se havia dispersado em consequência da obrigatória paralisação a que tinha sido sujeita, tentou reagrupar-se em 1960, o que se tornou difícil devido ao facto de os antigos executantes terem envelhecido e os poucos que restavam serem insuficientes.

Em 1963, por forma a ser possível a sua participação nas comemorações do centenário da SMO, a Banda teve de recorrer a um número considerável de elementos externos contratados para o efeito.

 

Em resultado dos elevados encargos derivados da contratação de músicos externos, a Direção deliberou suspender a atividade da Banda, o que se traduziu na sua extinção precisamente 100 anos após a sua criação.

Em 1979, foi criada uma escola de música para crianças a partir dos 5 anos, com o objetivo de ensinar música à população a título gratuito.

Esta iniciativa permitiu que surgisse uma nova Banda em 28 de Junho de 1981, 18 anos depois da antiga Banda ter acabado, constituída por 28 jovens, dos 7 aos 15 anos.

A Banda conta com cerca de 40 músicos.

Em 1989, a Banda deslocou-se a França, onde deu vários concertos em Vic-le-Comt, Romagnat e na Ópera Municipal de Clermont-Ferrand, este último com uma audiência de 1200 pessoas.

No ano de 1992, participou na Embaixada da Juventude à Expo’92 em Sevilha, a convite do Comissariado de Portugal para a Exposição Universal.

Entre os anos de 1993 e 1997, salienta-se a participação da Banda nos seguintes eventos:

 

  • Festivais Ibéricos de Bandas Amadoras, organizados pela Câmara Municipal de Loures
  • Festas de Verão da cidade de Monção, Minho
  • Intercâmbio com a Banda Filarmónica Eborense de Évora
  • Encontro de Bandas nas cidades de Estremoz, Sabóia e Alcácer do Sal
  • Desfile na Expo’98
  • VIII Encontro de Bandas em Aveiras
  • Comemorações do Mês da Musica na cidade de Loulé, Algarve.

 

 

São ainda de referir as suas exibições no Teatro da Trindade em Lisboa, e no Centro Cultural da Malaposta em Olival Basto, nos quais atuou em conjunto com o Coro Lopes Graça da Academia de Amadores de Música.

Em 2002, em conjunto com a Banda da Casa do Povo de Lavre e com os Coros de Mafra e da Academia Almadense, participou no concerto de Natal na Basílica do Convento de Mafra.

No ano de 2003 destacam-se os concertos para a Federação Portuguesa das Coletividades de Cultura e Recreio no Parque das Nações em Lisboa.

Em 2004 a Banda de Música da Sociedade Musical Odivelense realizou um concerto comemorativo dos 30 anos do 25 de Abril no Parlamento Europeu em Bruxelas.

 

 

Em 2007 foi seleccionada como uma das 10 melhores Bandas Filarmónicas da Região de Lisboa e convidada pela “Public-Art” a gravar um CD que foi editado já em 2008, levando a Banda da Sociedade Musical Odivelense a trilhar novos Caminhos.

A actividade da Banda, durante os últimos anos, é fruto desses novos caminhos revelando um acentuado crescimento que não pode ser dissociado do nível de qualidade que a Banda da SMO possui e do fortalecimento com a Comunidade Local.

Da sua actividade destacamos:

Em 2008 o Desfile e Concerto com a Banda de Bucelas, no Largo D. Dinis, Concerto Didáctico A Matemática e a Música, inserido nas comemoração do 28º aniversário da Escola Secundária da Ramada; o Concerto do Mundial da Música, na Malaposta e Concerto nas Celebrações do 145 aniversário da SMO.

Em 2009 o Concerto Didáctico na Escola António Gedeão; Concerto de Aniversário do Metro em Odivelas, Concerto de Inauguração do Jardim do Rio da Costa, em Odivelas, Concerto nas Festas da Póvoa de Sto Adrião, Concerto Festas da Cidade de Odivelas, Concerto de Inauguração da Sede da SMO e XI Aniversário do Concelho de Odivelas, Participação no XI Encontro de Bandas Civis em Odemira.

2010 foi o ano em que iniciamos os Concertos no Jardim da Música, levando o contacto com a música a um público mais heterogéneo tendo realizado o Concerto inserido nas Celebrações do Centenário da República promovidas pelo sector da Educação e os Concertos:

A Banda e o Rock e a Banda e Grupo Coral Maria Gomes.

Concerto didáctico O Pedro e Lobo para a AMOP, na sede da SMO

Concerto A Musica e o Cinema Mudo, no dia Mundial da Música na Malaposta.